Os principais tratamentos para gordura localizada

1 de agosto de 2017. Categoria(s): Saúde e bem-estar

Por mais que se mantenha uma alimentação saudável e uma rotina de exercícios físicos, muitas pessoas ainda preservam um acúmulo de tecido adiposo em algumas partes do corpo – e isso as incomoda imensamente. É o caso dos braços, flancos, barriga, bumbum e coxas.

Normalmente, a concentração desta gordura é incentivada por hormônios, pela má postura, pelo excesso de peso, pela falta de exercícios e alimentação incorreta. Sintomas muito frequentes de uma rotina atribulada como a que temos hoje em dia. Em razão disso, tem crescido com rapidez a oferta de alternativas cosméticas, estéticas e cirúrgicas para tratamentos para gordura localizada.

Especialistas afirmam que a ação dessas técnicas é restrita a algumas partes do corpo e que elas não podem ser utilizadas como um substituto de uma reeducação alimentar ou de atividades físicas. Ou seja: ela não é indicada para pessoas acima do peso, apenas para aquelas que querem terminar de modelar o contorno corporal.

Por isso, para garantir a eficácia de um dos tratamentos para gordura localizada, é necessário associá-lo também à mudança de hábitos e à manutenção de um estilo de vida saudável.

Os principais tratamentos para gordura localizada

A lipoaspiração – técnica para a retirada de células do tecido adiposo – foi a cirurgia plástica mais realizada no Brasil em 2016, de acordo com dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica. No entanto, por ser um método invasivo, também oferece riscos à saúde dos pacientes.

Por esta razão, neste post iremos nos concentrar apenas nos procedimentos estéticos para o tratamento de gordura localizada que não necessitem de uma intervenção tão profunda. Confira os principais:

– Criolipólise

A criolipólise é um dos métodos mais procurados no momento. Ele trabalha com o congelamento das células de gordura, que se quebram e são recolhidas pelas células de defesa do corpo até serem expelidos na urina e nas fezes.

O equipamento para este tipo de tratamento – como o moderno Cooltech – é colocado no corpo com aplicadores que atingem temperaturas controladas entre -5ºC e -8ºC. Antes do início do congelamento, os aplicadores fazem um leve sucção da região a ser tratada. Logo após inicia-se o congelamento controlado, que causa uma inflamação por apoptose – morte do tecido adiposo. Justamente por isso ela tem um resultado mais duradouro do que outras técnicas e não precisa ser repetido com tanta frequência: ele não apenas esvazia os adipócitos, mas os destrói. No entanto, os efeitos totais podem demorar até três meses para ser notados devido à lentidão da eliminação dessas células pelo corpo.

Cada sessão tem duração média de uma hora e consegue eliminar entre 20% e 30% das células de gordura da região aplicada. Qualquer parte do corpo que possua gordura localizada pode receber este tratamento.

– Ultrassom

O aparelho de ultrassom utilizado nos tratamentos para gordura localizada age emitindo vibrações nos tecidos subcutâneos, que favorecem o extravasamento do conteúdo das células de gordura. Essas substâncias são processadas pelo organismo e eliminadas logo após.

O tratamento é indolor e normalmente dura três sessões. Mas já na primeira é possível notar uma redução de 10% no percentual de gordura. Ele pode ser aplicado em qualquer parte do corpo.

Esse procedimento é vetado para gestantes, diabéticos e portadores de próteses metálicas.

– Radiofrequência

Este método utiliza calor profunda de 42ºC a 45ºC para acelerar o metabolismo de uma área e incentivar o rompimento dessas células de gordura. O material dessas células fica armazenado no espaço intersticial e, por isso, necessita ser associado a uma técnica de drenagem linfática para a retirada do excesso de líquido.

Em média, é possível reduzir até 10 cm ao fim do tratamento de seis sessões utilizando equipamentos como o Legacy. Os locais mais recomendados para a sua aplicação são braços, barriga, culotes, costas e pernas.

– Endermologia

Esse procedimento é mais utilizado na redução das celulites, mas também pode ser usado no tratamento para gordura localizada. Ele trabalha com a sucção dos tecidos do corpo, melhorando a circulação de sangue e incentivando a eliminação de toxinas pelo sistema linfático. No caso dos adipócitos, essa sucção causa o rompimento deles que mais tarde são eliminados pelo corpo.

A endermologia é um tratamento mais global e normalmente é feito em mais de uma região do corpo. O procedimento médio é de 10 sessões.

Ele não é recomendado para pessoas com incidência de varizes nem para gestantes.