Quais são os alimentos que fazem bem para os dentes?

4 de maio de 2017. Categoria(s): Saúde e bem-estar

As dúvidas são sempre as mesmas: o que devo evitar para ter dentes mais bonitos e saudáveis? Quais são os alimentos que fazem bem para os dentes? Para responder essas questões, convidamos Dr. Hugo Roberto Lewgoy, especialista, mestre e doutor pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo. Confira:

Alimentos industrializados (sucos, refrigerantes e salgadinhos) prejudicam a dentição de que maneira?

Além das cáries e doenças gengivais, existe um fenômeno chamado de erosão ácida ou corrosão no qual os dentes perdem estrutura pela falta de equilíbrio no metabolismo de entrada e saída dos minerais cálcio e fosfato dos dentes. Ou seja: existe uma perda da estrutura do esmalte ou desmineralização dos dentes e a remineralização não ocorre na mesma proporção. Este processo de acidez não é bacteriano (causado pela placa bacteriana modernamente chamada de biofilme oral). Ele ocorre principalmente devido à ingestão de bebidas e alimentos ácidos como a grande maioria dos produtos industrializados que possuem conservantes e estabilizantes. A saliva é uma substância protetora que tenta constantemente tornar o pH oral neutro em um processo denominado de tamponamento. Porém, ela necessita de um tempo para agir. Praticamente tudo o que ingerimos é ácido, como, por exemplo, refrigerantes, sucos, balas azedinhas, enfim, substâncias que alteram o pH oral para menos de 5,5. Este problema somado à presença da placa bacteriana e pela falta de uma higiene adequada aumenta ainda mais o risco de aparecerem problemas nos dentes. Além da acidez causada pelo fenômeno da erosão, a ingestão de sacarose (açúcar) deve ser controlada, principalmente entre as refeições.

Que alimentos podem ajudar na dentição infantil e por quê?

Principalmente em crianças uma dieta balanceada contribui muito para a prevenção das cáries e doenças gengivais que são as principais doenças responsáveis pela perda dos elementos dentais. Por exemplo: a deficiência do complexo B no organismo pode favorecer o aparecimento de inflamações como a gengivite nos adultos. Para suprir a necessidade desta substância, vale a pena misturar todos os dias uma colher de café de levedo de cerveja em sucos ou vitaminas, porém, o médico pediatra deve sempre ser consultado. De forma geral, pode-se considerar que os alimentos açucarados e ácidos são prejudiciais para os dentes e seus tecidos de suporte. Leite, queijos, frutas frescas, vegetais e os alimentos integrais são benéficos para a formação da estrutura dental e para a manutenção da saúde oral. Deve-se tomar muito cuidado com alimentos e bebidas que contenham o chamado açúcar “oculto”. Por exemplo, os molhos do tipo “ketchup” e outros condimentos possuem uma grande quantidade de sacarose. Através de um processo de fermentação a sacarose origina substâncias ácidas que tornam o pH oral cariogênico. Neste momento ocorre um “ataque” à superfície dental e a desmineralização do esmalte. Quando os dentes ficam expostos por longos períodos aos açúcares e às substâncias ácidas, ocorre uma verdadeira dissolução da estrutura dental. Os dentes são literalmente “dissolvidos” necessitando de tratamento rápido para evitar danos maiores. O fundamental é manter uma dieta balanceada e equilibrada. Na realidade, o ideal é prevenir as cáries com uma higiene oral minuciosa, utilizando escovas de boa qualidade sempre do tipo ultramacias e com grande quantidade de cerdas.